www.centrocelsofurtado.org.br


Nota de Falecimento - Helio Jaguaribe


Imprimir



Créditos: Centro Celso Furtado / Glauber Carvalho

 

Foi com grande pesar que a Diretoria e o Conselho Deliberativo do Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento receberam a notícia do falecimento do associado-fundador, cientista político e escritor Helio Jaguaribe, ontem, 09 de setembro de 2018, no Rio de Janeiro. Helio Jaguaribe era formado em direito pela Puc-RJ (1946), secretário-geral e diretor do Ibesp,que deu origem ao ISEB, grande escola de pensamento dos anos 1950. Lecionou na Universidade de Harvard (1964-1966), na Universidade de Stanford (1966-1967) e na Massachusetts Institute of Technology (1968-1969). Retornou ao Brasil em 1969 e se tornou diretor de assuntos internacionais da Universidade Candido Mendes. Foi o coordenador do Projeto Brasil 2000, durante o governo de José Sarney. Foi ministro da Ciência e Tecnologia do governo Collor. Helio Jaguaribe foi eleito em 3 de março de 2005 para ocupar a cadeira 11 da Academia Brasileira de Letras, sucedendo ao economista Celso Furtado.
 
Republicamos um texto seu sobre o ISEB, escrito em 1979, nos Cadernos do Desenvolvimento nº 14. Confira:
“ISEB – Um breve depoimento e uma reapreciação crítica”
http://www.cadernosdodesenvolvimento.org.br/…/…/view/132/133
 
 
Publicações de Helio Jaguaribe disponíveis na Biblioteca Celso Furtado (www.bibliotecacelsofurtado.org.br):

Estudos filosóficos e políticos. Brasília, D. F.: Fundação Alexandre de Gusmão, 2013. 424 p. (Estudos Filosóficos e Políticos; 663).

Introdução ao desenvolvimento social: as perspectivas liberal e marxista e os problemas da sociedade não repressiva. Brasília, D. F.: Fundação Alexandre de Gusmão, 2013. 297 p. (Estudos Filosóficos e Políticos; 661).
 
O nacionalismo na atualidade brasileira. Brasília, D. F.: Fundação Alexandre de Gusmão, 2013. 380 p. (Estudos Filosóficos e Políticos; 662).
 
O posto do homem no cosmos. São Paulo: Paz e Terra, 2006. 364 p.
 
Carta aos amigos. Rio de Janeiro: S. n, 2003. 22 p.
 
Alternativas do Brasil. São Paulo: Paz e Terra, 2002. 103 p.
 
Qu'est-ce que l'Occident?. Rio de Janeiro: educam, 2002. 13 p. (Académie de la Latinité. Textes de Reference).
 
Um estudo crítico da história. São Paulo: Paz e Terra, 2001. 2 v.
 
A critical study of history: special volume. Rio de Janeiro: Instituto de Estudos Políticos e Sociais, 2000. 149 p.
 
Crise na República: 100 anos depois, primeiro ou quarto mundo? Rio de Janeiro: Biblioteca Estácio de Sá: Thex, 1993. ix, 134 p.
 
Alternativas do Brasil. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1989. xiii, 145 p.
 
Brasil, 2000: para um novo pacto social. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986.
 
O novo cenário internacional: conjunto de estudos. Rio de Janeiro: Guanabara, 1986. 388 p.
 
Sociedade e cultura. São Paulo: Vértice, 1986. 207 p. (Col. Biblioteca Vértice; 3).
 
Brasil, sociedade democrática. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1985. x, 500 p. (Col. Documentos brasileiros; 196).
 
Reflexões sobre o Atlântico Sul: América Latina e Brasil ante a desarticulação do sistema interamericano. Rio de Janeiro: Paz e Terra: IEPES, 1985. 63 p. (Col. Debates; 3).
 
Introdução ao desenvolvimento social: breve estudo comparativo e crítico das perspectivas liberal e marxista e dos problemas da sociedade não repressiva. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1978. 224 p. (Col. Estudos brasileiros; 28).
 
Brasil: crise e alternativas. Rio de Janeiro: Zahar, 1974. 157 p. (Col. Biblioteca de Ciências sociais).
 
Political development: a general theory and a Latin American case study. Nova York: Harper & Row, 1973. xvi, 603 p.
 
Desenvolvimento econômico e desenvolvimento político. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1969. 224 p. (Série Estudos sobre o Brasil e a América Latina; 8).
 
La dominación de América latina. Lima: Francisco Moncloa, 1968. 221 p. (Col. América problema; 1).
 
Problemas do desenvolvimento latino-americano: estudos de política. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1967. 202 p. (Col. Nossa América; 7).
 
Desenvolvimento econômico e desenvolvimento político. Rio de Janeiro: Fundo de Cultura, 1962. 224 p. (Biblioteca Fundo Universal de Cultura. Economia).
 
O nacionalismo na atualidade brasileira. Rio de Janeiro: Instituto Superior de Estudos Brasileiros, 1958. 305 p. (Textos brasileiros de política; 1).




 



A Biblioteca Celso Furtado ficará fechada de 21 a 30/09. Reabriremos normalmente no dia 01/10, segunda-feira.

 














Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento
Av. Rio Branco, 124, sala 1304, 13º andar | Ed. Edson Passos - Centro
Rio de Janeiro, RJ, Brasil. CEP: 20040-001

Tel.: 55 (21) 2178-9541


e-mail: biblioteca@centrocelsofurtado.org.br

Horário de funcionamento:
De 2ª a 6ª feira, das 10h às 13h e das 14h às 18h

Centro Celso Furtado © 2006 - Todos os direitos reservados